2019, um ano de otimismo para o mercado imobiliário de Santo André

Após passar por algumas crises, o mercado imobiliário brasileiro tende a retornar com crescimento em 2019.

Apresentando um novo cenário, com boas projeções para os próximos 5 anos, com juros baixos, um ambiente de mais segurança e maior facilidade para acesso a financiamentos bancários, o mercado imobiliário está otimista!

Vamos conhecer um pouco mais sobre Santo André?

Na grande ABC, mais precisamente em Santo André, o clima também é de forte otimismo para o mercado imobiliário da cidade, motivados pelo seu forte crescimento econômico.

Santo André é uma cidade com mais de 500 mil habitantes e com uma das melhores infraestruturas da região metropolitana do estado de São Paulo. O munícipio é cercado por grandes vias de acesso que ligam a capital paulista, dentre esses caminhos o Rodoanel Mário Covas e a Rodovia Anchieta, assim como outras rodovias dos Bandeirantes, Castello Branco e Régis Bittencourt, fazendo assim com que a cidade tenha uma localização estratégica.

Economia de Santo André

A economia de Santo André é baseada na metalurgia, onde, seu processo de industrialização começou nos anos 60, antes mesmo da formação da cidade. O objetivo era fomentar as montadoras automobilísticas que se instalaram na região. Porém, nos dias atuais, a cidade não vive só da metalurgia, pois abriga empresas de outros segmentos como a Chevron, Cabot, Oxiteno, entre outras, todas elas instaladas no Polo Petroquímico no Parque Capuava. Além do segmento petroquímico e metalúrgico, o segmento de comércio e serviços também tem grande participação na economia da cidade, entre os principais pontos de comércio estão o Shopping ABC, Grand Plaza Shopping, Atrium Shopping Santo André dentre outros.

Mais pontos positivos…

Outros pontos significativos para o otimismo do mercado imobiliário da cidade de Santo André são seus índices de desenvolvimento econômicos e sociais. Em levantamentos realizados entre 2005 e 2015, a cidade saiu da 55ª para a 33ª posição no índice de saúde e da 45ª para a 6ª em segurança, segundo dados do Índice de Desenvolvimento Humano Municipal o IDHM. Santo André também cresceu no número do aumento de consumo na cidade. Em 2018, a cidade atingiu o patamar de mais empregos criados segundo o CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), com isso, o aumento de consumo da população aumentou, atingindo o patamar da 17ª posição no país e na 4ª posição no estado de São Paulo, segundo levantamento da IPC Marketing. No ano de 2018, o potencial de consumo da cidade ficou em aproximadamente R$22 bilhões de reais. O crescimento desse aumento no consumo da população está ligado diretamente ao crescimento de empregos na cidade, mesmo o país passando por uma crise econômica, Santo André apresentou números positivos.

O mercado imobiliário do ABC registrou alta de 23% em 2018 de acordo com a Embraesp. Santo André foi a segunda cidade que mais lançou imóveis, números que só não foram superiores ao ano de 2009. A reação positiva do mercado imobiliário se deve ao crescimento do PIB, queda da taxa SELIC e do crescimento no índice de confiança do segmento. Se o ano de 2018 foi de crescimento no setor, o de 2019 promete ser maior ainda.

Um bom momento para investir no mercado imobiliário!

Após todos esses índices apresentados, está explicado o otimismo do mercado imobiliário na região. No cenário nacional, analistas apontam retomada do crescimento imobiliário, e na região do ABC, em Santo André, o aumento no número de empregos, do consumo da população, dos índices de saúde e IDH do município e a infraestruturada região do ABC atraem novos moradores e empresas que geram empregos para a cidade. Com a população local empregada e com acesso a novos financiamentos bancários significa aumento no número de aquisição de imóveis, e desenvolvimento da região. Tudo isso significa que o otimismo do mercado imobiliário em Santo André tem motivo.

Acompanhe nossas redes sociais

Facebook

Instagram

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: